Newsflash

Newsflash 17

Flashnews

N17#Maio 2016

Encontre-nos no:

Edição Notícias-Flash, MédioTejo21. Mais informação em www.mediotejo21.net

MÉDIOTEJO21 TORNA A SUA REGIÃO MAIS EFICIENTE ENERGETICAMENTE

Terminou a fase de instalação dos variadores eletrónicos de velocidade em piscinas municipais, medida submetida pela MédioTejo21 e aprovada pela ERSE e DGEG no âmbito do PPEC 2013-2014.

Foram instalados 102 variadores eletrónicos de velocidade em 39 máquinas, repartidas por 17 piscinas municipais dos concelhos de Abrantes, Vila Nova da Barquinha, Proença-a-Nova, Oleiros, Constância, Sertã, Vila de Rei, Tomar, Ferreira do Zêzere, Sardoal, Alcanena, Torres Novas, Mação e Entroncamento.

Com esta intervenção, suportada em cerca 30% pelos municípios, é melhorada a eficiência energética das piscinas municipais, diminuindo o consumo de energia e o valor de fatura a pagar pela mesma, melhorando também o desempenho dos equipamentos existentes.

Alguns dados relacionados com esta intervenção:

 Previsto em
candidatura
Verificado após a
instalação dos VEV´s
Diferencial
Número de variadores electrónicos de velocidade a instalar 37 102 65
Redução do consumo de Energia (MWh) 585 735 150
Índice de redução de consumo gerado (%) 23,48 31 7,52
Redução do consumo de Energia Reativa Não
previsto
Aproximad. 50%
(em alguns casos na totalidade)
-50%
Emissões de CO2 evitadas (Ton/ano) 275,07 345,60 70,53




Poupança em factura de energia: 85.700 €/ano
Retorno da intervenção para os municípios: 0,44 anos
Retorno total da intervenção: 1,11 anos

Com estes dados obtidos no terreno após a instalação dos VEV´s, verifica-se que os resultados ultrapassam significativamente o esperado em fase de candidatura.

Registo também para a redução de consumo e facturação de energia reactiva. Não sendo um dos objectivos deste projecto, verificou-se que após a instalação dos variadores electrónicos de velocidade o consumo de energia reactiva nas piscinas municipais teve uma significativa redução, conseguindo-se em média uma redução de factura superior a 50%.







MÉDIOTEJO21 REDUZ ENERGIA REATIVA NA SUA REGIÃO

Fruto de dezoito candidaturas elaboradas pela MédioTejo21, nove Municípios da região do Médio Tejo irão reduzir o consumo e consequente fatura de energia reativa, nos seus edifícios.

Com vista à submissão de candidaturas ao Aviso 18 do Fundo de Eficiência Energética, a Médiotejo21 analisou 65 edifícios municipais da sua área de influência, tendo identificado 35 com consumos registados de energia reativa. Desses 35, apenas 25 tinham consumo de energia reativa que justificasse a instalação de baterias. As regras específicas do aviso levaram a que só 18 edifício pudessem ser candidatos, tendo sido aprovadas todas as candidaturas submetidas.

A instalação das baterias de condensadores irá começar já no mês de junho, será um investimento a rondar os 47 mil euros que será financiado a 100% e evitará aos Municípios custos na ordem dos 99 mil euros, entre financiamento aprovado e custos evitados com a energia reativa após a instalação das baterias.







PPEC – PLANO DE PROMOÇÃO DA EFICIÊNCIA NO CONSUMO

Dos estudos, auditorias e análises desenvolvidos pela MédioTejo21 desde a sua génese, à sua área de influência em geral e a edifícios e equipamentos municipais em particular, verificou-se que piscinas municipais, pavilhões municipais, iluminação de espaços exteriores de interesse municipal, monumentos, iluminação exterior nas empresas têm um grande impacto na fatura energética regional.

Para a redução do consumo de energia e dependência energética nos Municípios associados da MédioTejo21, a Agência Regional de Energia e Ambiente apresentou um conjunto de candidaturas, ao Plano de Promoção da Eficiência no Consumo – PPEC 2017-2018, da ERSE – Entidade Reguladora do Sector Energético.

Também para educar, formar e sensibilizar para as boas práticas no uso racional de energia, foram também formalizadas candidaturas, ao mesmo programa, para acções nas escolas, empresas e particulares.